domingo, 12 de fevereiro de 2012

COLORES DE AMOR ...

Irei desenhar o seu nome em meu coração pra não te esquecer .
Em colores de amor para sempre ei de ser um arcos iris em forma de cores o nosso amor há de ser...
há de ser o som lunar ao balanço da filosofia irei viajar nas cores do amor voar...
Há de ser sim esse doce balanço como o mar , na calmaria desse som vou viajar em busca do teu amor vou flutuar...
No balanço deste barco irei na direção em que o coração mandar , Nos sete mares do amor deixo o som da doce melodia me guiar...
Irei dançar na melodia do tom até achar a nuvem que me faz flutuar e assim viajaremos na paz até purificar
purifica-se nas ondas da paixão onde podemos se afogar para buscar o nosso reviver ,
o sol o mar e as estrelas me fazem dançar e cantar a canção , me faz sentir o que não sem sentir sem você me faz simplesmente voar nessa doce melodia de amar
As nuvens formam desenhos de animais, de rosto de corações... minha alma forma nuvens animais de corações em profunda paixão.
Mais para quer gostar se podemos apenas amar e viajar nos quereres de te amar em nuvens desenhar rabisco em rascunho e se declarar ...
Queria minhas asas angelicais," escalar" as densas nuvens negras que tentam ofuscar o nosso amor , farei chover uma abundante chuva de amor sobre as férteis terras da paixão .
- Querida e inefável paixão te ter é apenas um consolação .
Ainda que meu lápis não escreva as exatas linhas em teu coração tomarei os teus ares e a ti cantarei uma canção
cantarei lo que soy para ti quardar em teu coração...
O que o meu coração sente transborda-se em meu olhos , rios desaguam em meu rosto quando deixo de te ver ...
O meu eu é arte que te faz ver e assim quero te ter
lágrimas e lágrimas é só algo a acrescentar nas colores do flutuar irei te desenhar .
Te ter é uma dádiva conquistada de forma rotineira, te tomo em meus braços como uma mãe ao receber seu bebê a primeira vista . Te abraço , te enlaço , te afago , te dou o meu embaraço.
Nesse anseio pela tua presença , busco um ritmo que me lembre a melodia que tocou no dia em que eu te conhecia...
Quero te ver e te fazer esquecer as dores que o amor faz mais irei te tocar e enfim no teu coração escrever tudo que eu não sou sem você mais o amor é puro igual o simples fato de amar , cantar e imaginar aquarelas de um poeta que não declama o pintor que não pinta e sim sente o que há no ar ,
nas cores dos teus olhos encontrei um novo mundo onde a perfeição era uma mera expressão envolvendo certezas de amor ,
certezas que me levam e me elevam a tua vida , Deixa eu viver a cada amanhecer fazendo parte deste teu mundo...
Estarei completa vindo ao teu encontro a cada novo dia o que nos restam é essa alegria , No meu jardim da vida você já faz parte dessa harmonia.
( D.Ester , Jhenny F e Vagner Verniz)

2 comentários:

  1. Estou super emocionado com nosso conjunto de prosas formando um só poema.

    ResponderExcluir
  2. Lindo...Realmente foi tudo de bom.... ; )

    ResponderExcluir